Nanowrimo 2015: Dias 1 a 3 – O Início da Jornada

Para descomplicar a minha vida, decidi, assim em cima do joelho, não fazer um relatório diário das minhas peripécias no Nanowrimo. Optei antes por fazer um relatório alargado a cada três dias.

Este ano estou mais ou menos no mesmo ponto do ano passado, com cerca de 6 mil palavras de total. A diferença entre este ano e os outros é que escrevi todos os dias 2000 palavras. A variação entre os dias foi sempre menos que a dezena: 1997, 4002 e 6007.
Ainda não comecei sequer a escrever no Jarro de Porcelana. Decidi mudar à última da hora os meus planos e escrever uma boa fornada de contos antes de me dedicar ao livro. Este ano, sou obrigado a conciliar o trabalho com a escrita. No fim do terceiro dia, posso confessar que o cansaço já me começa a pesar um pouco. Já tomei nota mental para me deitar mais cedo. A estratégia tem sido levantar-me Às 6 da manhã e escrever, sem distrações ou interrupções, até às 7. Esse sprint matinal vale-me quase metade das palavras que necessito para a minha meta pessoal. Costumo terminar depois do trabalho.
Uma diferença entre este ano e os anteriores é que não tenho Internet em casa, ou seja, não tenho participado em Word Wars. Como contrapartida, não há distrações, então é como se estivesse numa Word War constante.
Até agora escrevi 3 contos. Um curtinho de ficção científica, para inaugurar mais um universo, com se já não tivesse os suficientes! Os outros dois pertencem ao universo da Era Dourada. Estou a tentar atar as pontas deste universo, ligar as coisas, para um dia publicar um livro. Escrever contos e mais fácil em termos de stress, visto que posso deixar de parte e voltar mais tarde.
Nos próximos três dias irei continuar com contos, desta vez  no universo Crónicas do Porto e Galiza. Eu tenho um plano, mas está a ser difícil de seguir pois os contos têm-se estendido para além dos limites de palavras que lhes tinha imposto. Algures, na próxima semana, terei de fazer um novo plano. E agora é hora de ir dormir, amanhã tenho de acordar cedo para continuar esta maratona!

Leia também

Deixar uma resposta