A Menina dos Doces

Mariana, uma jovem curiosa que acaba de entrar na Universidade de Aveiro. Uma moradia pertencente ao tio que mal conhece. Uma caixinha de madeira envernizada num quarto cor-de-rosa que esteve fechado durante mais de quinze anos. É assim que Mariana descobre as cartas deixadas pela sua falecida prima, Liliana.

A família nega a existência da prima e recorre a mentiras e abusos de autoridade para a fazer largar o assunto. Contudo, Mariana vai conhecendo a prima através dos escritos que ela deixou, descobrindo que têm mais em comum que o aspecto físico. No entanto, desenterrar este segredo familiar tem um preço.

Estará Mariana pronta para enfrentar as consequências?

COMPRAR

A. M. Catarino

Uma trama bem urdida que se lê numa tarde bem passada, mas cuja memória nos acompanha até muito depois de o termos devolvido à estante. É de mergulhar nestas páginas e viajar através delas.

A. M. Catarino

Ricardo Dias

Uma novela de fantasia que não destoaria numa série do género Twilight Zone.

Ricardo Dias

Artur Coelho

Uma belíssima surpresa, este romance de Pedro Cipriano.

Artur Coelho

Bruno Martins Soares

Surpreendente. É um livro pequeno, simples, e fácil de se gostar. Cipriano controla bem a história e não a deixa fugir perdida num espaço imenso que teria sido possível com a premissa que usa. Em vez disso, leva as personagens exatamente para onde quer, com uma pesquisa bem feita e um enredo realista (dentro da fantasia). Gostei bastante!

Bruno Martins Soares

Marco Lopes

…depois de começar não consegui parar de lê-lo.

Marco Lopes

Cristina Alves

Curto, movimentado e com bons diálogos, As nuvens de Hamburgo é um romance composto, e muito aconselhável que se alinha com o tipo de ficção especulativa que tem sido publicada fora de Portugal.

Cristina Alves

Patrícia Morais

Gostei bastante da forma directa e eficaz com que Pedro Cipriano escreve, o seu discurso simples e narrativa rápida faz com que nos mantenhamos agarrados durante toda a leitura e a estrutura pequena da obra torna as pausas inexistentes.

Patrícia Morais

Nuno Ferreira

E este As Nuvens de Hamburgo, pequenino e ainda com pouca visibilidade, é testemunha de que os autores nacionais têm muito para dar ao mundo das letras, independentemente do género.

Nuno Ferreira