Livros: Oriente, Ocidente

Este livro permite-nos viajar entre dois mundos.


Autor: Salman Rushdie

Sinopse: Salman Rushdie nasceu em Bombaim em 1947 e viveu grande parte da sua vida em Londres. É o consagrado autor de obras como ‘Os Versículos Satânico’, ‘O Último Suspiro do Mouro’, ‘ O Chão que Ela Pisa’ e ‘Fúria’.
Oriente, Ocidente é uma colectânea de contos onde o autor observa os seus dois mundos, ao mesmo tempo íntimos e distante, a história partilhada de ambos, e os equívocos – cómicos e trágicos – que os separam e unem.
O que Oriente, Ocidente demonstra, é que Salman Rushdie, o mais informado e actualizado dos nossos escritores, tem um excepcional talento para todas as «antigas artes»: o domínio excepcional da língua, de contar histórias e da imaginação.

Irei comentar cada um dos contos em separado, deixando a apreciação global para o final.

Um Bom Conselho e Uma Jóia Rara

É fácil simpatizar com esta mulher misteriosa que chega. As personagens estão muito bem construídas e o conto consegue invocar essa Índia que já não existe. A surpresa final ajuda com que fiquemos com uma impressão muito positiva.

4 estrelas

O Rádio Grátis

O autor assumiu o risco de contar a história na terceira pessoa e saiu-se muito bem. A gestão de informação foi bem conseguida e conseguiu despertar o interesse do leitor.

4 estrelas

O Cabelo do Profeta

Esta história é contada sob o ponto de vista de um narrador omnisciente, o qual o autor também domina. O mistério inicial contamina-nos desde a primeira página e as reviravoltas prende-nos até ao final.

4 estrelas

Yorick

Depois do anteriores, este conto decepcionou-me grandemente. Foi uma sátira sem grande sentido de humor e desnecessariamente confusa.

1 estrela

No Leilão dos Sapatinhos de Rubis

Apesar de muito melhor que o anterior, este conto deixa muito a desejar em relação aos primeiros. No entanto, gostei da temática e da forma como foi desenvolvido.

3 estrelas

Cristóvão Colombo & rainha Isabel de Espanha consumam a sua relação

O que é que raio acabei de ler? Apesar da premissa, acabou por alongar-se em demasia tornando-se aborrecido.

2 estrelas

A Harmonia das Esferas
Excelente! Este conto tem tudo o que espero encontrar numa grande história. A aura de mistério foi muito bem conseguida e as reviravoltas recompensam cada virar de página.
5 estrelas

Chekov e Zulu

Este conto de espionagem, entre dois mundos, está ao mesmo nível dos primeiros contos do livro. Consegue manter o interesse e o final compensa. As metáforas usadas foram-no muito bem, aumentando o potencial do texto.

4 estrelas

O corteiro

Este conto consegue despertar emoções no leitor e é uma boa escolha para encerrar este livro. As personagens são tão reais que acabam por ecoar em todos os leitores, assim como as situações.

4 estrelas

A segunda parte do livro era completamente dispensável. Os três contos contidos no Ocidente não tinham uma qualidade comparável aos restantes, onde o autor mostrou que consegue dar cartas com facilidade.
Recomendo vivamente este livro, assim como recomendo que saltem o quarto, quinto e sexto conto.

Classificação: 3 estrelas

Leia também

Deixar uma resposta