Chá de Domingo #56: Livros de Cabeceira

Livros de cabeceira, quem os não têm?

Eu tenho quatro: Anna Karenina de Leo Tolstoi (que já se arrasta comiga há mais de um ano), O Bobo de Alexandre Herculano (que ando effectivamente a ler), A Balada da Praia dos Cães de José Cardoso Pires (que é o próximo da lista) e Jerusalém de Mia Couto (talvez a seguir, ou não).
A minha estante dos livros que me encontro a ler de Goodreads não reflecte os livro que realmente estou a ler, mas antes os livros que já li mas ainda não tive vontade de fazer uma crítica.
Os livros que acabam na mesa de cabeceira são aqueles que são muito grandes para andarem connosco ou que achamos que deveríamos ler mas ainda não arranjamos vontade. No meu caso, acho que sofro mais do segundo problema, ou seja, meto os livros na mesa de cabeceira para tentar convencer-me a lê-los. Sempre é um passo em frente em relação à estante!

Perguntei a alguns bloguers que livros tinham na sua mesa de cabeceira:

“Não, uso Kobo. Quer dizer, tenho só o The Sleeper and the Spindle esquecido.”

– Ana Filipa Dias, Ilusionary Pleasure

Sim. O perfume de Adão, não estou com muita vontade de ler, mas estou em pesquisa.

– Carlos Silva, Abracadabra

“O filho das sombras da Juliet Marillier. Também vou lendo outras coisas ao pc, mas não de forma tão regular.

– Pedro Pereira 

Neste momento, Sono do Murakami e A Muralha de gelo, do Martin que já lá está a mais tempo do que devia!

– Raquel Abel, Tiny-Little Pleasures

E vocês, que livros têm na vossa mesa de cabeceira?

Leia também

Deixar uma resposta