Camp Nanowrimo – Julho de 2015 #13: O reinício

Nem só de escrita se faz um Camp Nanowrimo. Comecei o dia por reler o plano e fazer algumas alterações. Depois entreguei-me à leitura dos primeiros doze capítulos. Por fim e enfim escrevi algo!
O dia rendeu-me 1726 palavras e cheguei ao total de 12515. Comparar com o mesmo dia do anterior é ridículo, hoje escrevi quase tanto como na Camp Nanowrimo de Abril de 2015 até ao dia 13. Uma mudança que ajudou a escrever mais foi o facto de ter escrito directamente no computador.
Completei o capítulo 13 e comecei no 14. Posso dizer que esta história é muito mais fácil de escrever que a do Canto do Rouxinol. As personagens são mais intuitivas e o mundo é mais próximo da realidade. Estou a chegar um dos pontos importantes da história e isso dá-me motivação para escrever. O facto de serem capítulos em média mais curtos, também ajuda bastante.
Até amanhã!

Leia também

Deixar uma resposta