Camp Nanowrimo – Abril 2015: dia 23 – Aveiro

Hoje escrevi mais 2840 palavras, atingindo um total de 11024. Faltam cerca de 19 mil em sete dias para cumprir o objectivo proposto. Isto já teve pior aspecto, por isso estou confiante!
É a segunda vez que escrevo uma história passada em Aveiro (podem saber mais sobre a outra aqui). É natural  que me incline sobre a minha cidade natal, mesmo sem nunca lá ter vivido. Como em tudo, até as histórias escritas tendem a centrar-se em Lisboa, Porto e Coimbra. Não que isso seja errado, apenas reflecte a realidade. Deste modo quis mostrar um pouco Aveiro através da ficção. Quem nunca visitou, fica convite: os azulejos da estação de comboios, a avenida Gago Coutinho em estilo Art Noveau, as salinas, a ria, os moliceiros… Só de pensar nisto fico com saudades!

Leia também

Deixar uma resposta