Chá de Domingo #73: Mais Pastelaria

Só há duas coisas que me deixam realmente chateado: a ignorância das pessoas e os esquemas que fazem aos autores acreditarem que tem de pagar para editar.

 

 

Há uns dias, vi no meu mural do facebook a capa de um livro que estaria prestes a ser editado. O autor fazia parte dos meus contactos, por isso fui ver a capa. Bem, ia-me dando uma coisa má: a capa ostentava a marca da Pastelaria Estúdios. Já vos falei desta editora leviana, a qual não me inspira confiança alguma.

O meu impulso foi o de alertar esse meu conhecido para aquilo em que se estava a meter:

 

Não querendo ser inoportuno, creio que você foi enganado. A Pastelaria Estúdios tem muito má reputação no meio literário. é possível que você tenha pago umas boas centenas de euros para publicar esse livro e não vai conseguir vendo-lo a menos de 10 a unidade. Para além disso, não espere a Sra Teresa Queiroz ou a Editora o ajudem a vendê-lo. Os autores não tem que pagar para editar, isso é um esquema em que muitos caem. E caso se queira auto-publicar, peça ajuda, vais ver que poderá poupar muito dinheiro e até vender os livros mais baratos. Como é que eu sei isto? Eu trabalhei numa editora que nunca cobrou um único cêntimo aos autores.
A pessoa em causa tratou de agradecer a informação e de usá-la para confrontar a Sra. Teresa Queiroz, a dona da Pastelaria. A reacção dela não se fez esperar:

não sei como classificar isto
nojento — é pouco
agradeço que se contenha
mas obrigada pela publicidade

Quase três horas depois, acrescentou (sem que eu tenha dado qualquer resposta):

cobardia é fantástico
é isso que ensinam aos miúdos agora?
felicidades
não precisa responder

Na manhã seguinte, ao ver as mensagens decidi responder:

Já tive a infelicidade de ser enganada pela senhora. Portanto, estou a falar com conhecimento de causa. Não é cobardia avisar outras pessoas para não caírem na conto do vigário. Para além disso, tudo o que disse é estritamente verdade, ou deseja contestar os factos?

A resposta foi simples:

é imensa cobardia
passe bem

E a minha também:

Porque é que é cobardia? Desde quando falar a verdade é cobardia?

E aqui terminou a conversa. Considero interessante o facto de ela não desejar sequer contestar os factos.

Infelizmente, não é sequer possível argumentar com este género de pessoas. A única parte positiva é que o autor não deverá voltar a cometer o mesmo erro. Enfim, que fique o aviso para todos os escritores que andam por ai à espera de ser publicados: Não tem de pagar para ser publicados! Se não encontrarem outra forma, façam um favor a vós mesmos: auto-publiquem-se, fica mais barato e tem o controlo todo nas vossas mãos.
Nota final: A Pastelaria Estúdios faz parte do Grupo Múltiplas Histórias, no qual se incluem as editoras Silkskin Editora, Orquídea Edições e Papel de Arroz Editora. Muitas faces para o mesmo esquema.

Leia também

2 comentários

  1. Mas o óbvio é óbvio. Só não sabe quem ignora, porque quer ignorar. As pessoas gostam …não há nada a fazer. São negócios. Não critico. Eu vou se quiser ir. Não sou enganado nem obrigado. Uma editora é outra coisa…claro. (E também não são as da escrita criativa..nem pensar…ou as dos autores da televisão…todos estes são mercadores)

Deixar uma resposta