Chá de Domingo #35: Hero’s Journey / Monomyth

Hoje vou pegar em algo que muita gente já notou em livros e filmes, mas nunca conseguiu dar-lhe um nome.
Quem já viu Star Wars, Senhor do Anéis, Harry Potter? Quase todos nós! Apesar dos mundos serem diferentes e as histórias serem aparentemente distintas, damo-nos de conta de uma certa semelhança entre elas. Mesmo outros filmes, uns mais e outros menos conhecidos são construídos sobre o mesmo template. Este molde chama-se Monomyth ou a Jornada do Herói, a qual se ilustra na imagem abaixo:

Este molde é também usado em histórias míticas, como, por exemplo, a de Jesus Cristo ou a dos heróis gregos. Esta estrutura também está presente na literatura. Um exemplo notável é Moby Dick de Melville. No entanto, os trabalhos de Charles Dickens, Faulkner, Maugham, J. D. Salinger, Hemingway, Jane Eyre, Mark Twain, W. B. Yeats, C. S. Lewis, Seamus Heaney e Stephen King também encaixam perfeitamente neste paradigma.

O Monomyth segue a seguinte estrutura:
  1.  Mundo Comum – O mundo normal do herói antes da história começar.
  2.  O Chamamento para  a Aventura – O herói é confrontado com um problema, um desafio ou uma aventura.
  3.  Reticência do Herói ou Recusa do Chamamento – O herói recusa ou demora a aceitar o desafio ou aventura, geralmente porque tem medo.
  4.  Encontro com o Mentor ou Ajuda Sobrenatural – O herói encontra um mentor que o faz aceitar o chamado e o informa e treina para sua aventura.
  5.  Cruzamento do Primeiro Portal – O herói abandona o mundo comum para entrar no mundo especial ou mágico.
  6.  Provações, aliados e inimigos ou A Barriga da Baleia – O herói enfrenta testes, encontra aliados e enfrenta inimigos, de forma que aprende as regras do mundo especial.
  7.  Aproximação – O herói tem êxitos durante as provações
  8.  Provação difícil ou traumática – A maior crise da aventura, de vida ou morte.
  9.  Recompensa – O herói enfrentou a morte, se sobrepõe ao seu medo e agora ganha uma recompensa (o elixir).
  10.  O Caminho de Volta – O herói deve voltar para o mundo comum.
  11.  Ressurreição do Herói – Outro teste no qual o herói enfrenta a morte, e deve usar tudo que foi aprendido.
  12.  Regresso com o Elixir – O herói volta para casa com o “elixir”, e o usa para ajudar todos no mundo comum.

Para mais detalhes, podem consultar esta ligação. Como exercício, propunha que pegassem no vosso filme ou livro favorito e tentem ligar estes estágios com o que acontece. E deixo o desafio de encontrarem histórias que não sigam este paradigma.

Leia também

Deixar uma resposta