Livros: Almanaque Steampunk 2013

Comprei este mimo no Fórum Fantástico 2014!

Autores: João Barreiros, Sílvio do Ó, Marco Trigo, Joel Puga, Rui Alex, Rui Leite, Raquel da Cal, João Ventura, Diana Sousa, Sofia Romualdo e Carlos Silva.

Sinopse: Segunda publicação do Almanaque Steampunk, organizado pela Clockwork Portugal. Esta obra única conta com a participação de diversos autores portugueses, e inclui notícias, efemérides, artigos, contos, jogos com inspiração no vapor e uma banda desenhada steampunk. Tem também entrevistas exclusivas a Kaja e Phil Foglio (criadores de Girl Genius) e Dirk Müller, o realizador do filme steampunk “Airlords of Airia”.

Quando se pega num livro destes, a primeira reacção é comparar à edição anterior. Nota-se aqui uma grande evolução, em especial nos contos. Todos os conteúdos estiveram ao mesmo nível da anterior ou superior, a decoração está muito bem conseguida e o livro no seu todo é muito agradável. Para além disso há uma excelente surpresa em forma de banda desenhada “Da Santa Terrinha à Lua” por Rui Alex e Rui Leite. Passando aos contos:
Onde as Ruas São Vazias de Diana Sousa
Este é um daqueles contos que ao ler não parecia nada de especial mas em que as impressões causadas permanecem por muito tempo. É como um boa bebida espirituosa, a quantidade é reduzida e o tempo de maturação longo, mas o resultado compensa.
5 estrelas
Antília – A Cidade Subaquática de Joel Puga
Uma narrativa focada no worldbuilding, parecendo mais um exercício do que um conto. Inserida nesta publicação funciona bem, mas não de forma isolada.
3 estrelas
Homo Machinae de Marco Trigo
A premissa é interessante e o desenvolvimento capaz, mas a narrativa e um tanto confusa e atabalhoada. Um trabalho de edição mais apurado iria sem dúvida ajudar.
3 estrelas
Quatro Voltas de Sílvio do Ó
Uma narrativa clara e fluída, que cativa o leitor desde o primeiro parágrafo. Não há mais nada a dizer deste conto excelente.
5 estrelas
Encantador de Bombas de João Barreiros
A edição encerra em chave de ouro com este consagrado autor, que faz jus à qualidade esperada.
5 estrelas
Fica no ar a nostalgia ao saber que não houve edição de 2015 e que a continuação deste projecto ainda é uma incógnita. Recomendo vivamente a todos os amantes de Steampunk!

Classificação: 4 estrelas

Leia também

Deixar uma resposta