Chá de Domingo #54: Mais Pseudo-Editoras

Aqui ficam mais uma ronda sobre as pseudo-editoras!

Há alguns dias recebi o seguinte email:

Vimos através deste meio dar-lhe o nosso parecer editorial em relação à sua obra.  Após análise da mesma, optámos pela publicação do seu livro.

(…)

Editar um livro connosco será cumprir um sonho, e tornar-se imortal no sentido em que basta que daqui a um século uma só pessoa leia o seu livro para o fazer vivo. No caso de a proposta não lhe interessar, por favor, exponha-nos o que gostou e o que não gostou na mesma e proponha-nos quais as condições em que editaria connosco ( dentro, como é óbvio, do razoável). Se concorreu é porque quer ver o seu livro editado e tudo na vida pode ser negociável. Tudo faremos para que cumpra o seu sonho. Este é um resumo da proposta. Mais informações acerca de distribuição, direitos de autor, marketing, lançamento do livro e outras questões frequentes deverão ser consultadas no Guia editorial que enviamos em anexo a este email.

(…)

O preço de venda ao público do seu livro em formato papel será de 16€.
O preço de venda ao público do seu livro em formato ebook será de 5,99€.

O QUE OFERECEMOS:

  • Fazemos a edição do seu livro em formato papel e electrónico.
  • [editora] terá a seu cargo a edição do livro (que inclui o design, a produção gráfica, o registo do ISBN, o depósito legal, promoção e a distribuição).
  • A editora paga todos os gastos de impressão e design.
  • Venda do seu livro para todo o mundo através do facebook e da nossa loja online.
  • Venda (Somente por encomenda) nas Livrarias Bertrand, Porto editora e Almedina.
  • Possibilidade (ainda não confirmada) de venda do seu livro nas Feiras do livro do Porto e de Lisboa.
  • Como direitos de autor a editora pagará ao autor em livros. Por cada 200 exemplares vendidos oferecemos 40.

O QUE PEDIMOS AOS AUTORES:

A nossa editora pretende através desta iniciativa dar oportunidade a novos autores, de uma forma original e com um livro feito de raiz e personalizado. A nossa proposta é bastante exequível. Nas poucas editoras que dão oportunidade a novos autores é bastante dispendioso. Geralmente cobram mais de 1000€. Gostávamos de publicar todos os autores totalmente gratuitamente, mas tal não é possível, pois não temos fundos nem somos subsidiados, trabalhamos e temos despesas como todos. Infelizmente, hoje em dia, o mundo rege-se pela lei da oferta e da procura. E são muito poucos os que compram livros. Raros são os livros que são fenómenos de vendas. O autor apenas terá de ficar responsável pela compra de um pack da sua própria obra. Os mesmos poderão ser revendidos e assim não terá nenhuma despesa. O pagamento deverá ser efetuado até ao dia 28 de Agosto de 2015.

Estes são os packs disponíveis através do Facebook (deverá optar por um dos mesmos):

  • PACK 10 LIVROS: 210€ ( 16€ x 10 exemplares + 30€ de ajudas de custo gerais + 20€ portes dos ctt)
  • PACK 20 LIVROS: 320€ ( 15€ x 20 exemplares + 20€ portes dos ctt) POUPE 50€
  • PACK 30 LIVROS: 430€ ( 14€ x 30 exemplares + 10€ portes dos ctt) POUPE 100€
  • PACK 50 LIVROS: 650€ ( 13€ x 50 exemplares)  POUPE 200€
  • PACK 100 LIVROS: 1200€ ( 12€ x 100 exemplares) POUPE 450€
A editora enviará os seus exemplares no prazo máximo de um mês e meio após efetuado o pagamento. A partir desse momento o livro estará à venda. O autor e qualquer leitor podem encomendar desde 1 exemplar (não existe um número mínimo para cada compra/encomenda). Pedimos-lhe que nos responda a esta proposta de edição até ao dia 27 de Agosto de 2015.
Antes de nos submeter qualquer questão pedimos que analise bem todas as perguntas e respostas neste email e no Guia editorial que enviamos em anexo ao mesmo. Sabemos por experiência de anos que grande parte das dúvidas que tiver encontra-se já respondida nos mesmos. Após consulta aos mesmos, se não encontrar resposta às suas questões então disponha. Estamos aqui para o elucidar.

Qualquer dúvida não hesite em contactar-nos.

Decidi responder:

Agradeço imenso terem considerado e escolhido a minha obra. Para mais, felicito terem tomado esta iniciativa. Contudo, creio que o preço de venda é muito alto (tendo em conta que o livro é bastante pequeno) o qual iria afastar os meus leitores.
Para uma edição de 100 exemplares, o preço alvo deveria rondar os 8 euros. Tendo em conta que o ISBN custa 12,3 euros, o depósito legal é feito pela gráfica e a impressão (com boa qualidade) custa cerca de 210 euros já com o transporte até à vossa sede. O envio de um livro destes custaria cerca de 50 cêntimos ou menos (envelope e envio). A vossa margem de manobra seria os 73%. Retirando o IVA, e o custo das livrarias, a vossa margem andaria pelos 37% com este preço, ou seja, perto de 300 euros.
Neste caso, como a revisão e a capa ficam quase da minha inteira responsabilidade, considero ser muito desvantajoso comprar um pack de 10 livros quando posso imprimir 100 pelo mesmo preço.

Ao que recebi a seguinte resposta:

Em primeiro lugar agradecemos a sua resposta.
Em relação aos items que aborda:
  • O preço é idêntico à maioria dos livros no mercado com tamanho equivalente.
  • O ISBN custa 50€
  • O depósito legal é pago por nós, pois é esse o acordo que temos com a gráfica.
  • A edição são 200 exemplares, não 100.
  • A capa e design não são responsabilidade do autor, mas sim da editora.
  • A editora faz também uma pequena reviasão, mas o autor também tem de a fazer.
  • Onde foi buscar esse preços de gráfica? Não correspondem à realidade. Pelo menos a que conhecemos.
  • Em relação ao envio pelos correios depende se é a cobrança ou não: se o for, e temos que prever isso são quase 4€ por livro  E ao que fala acrescem 40%, em média, de comissão para as livrarias, IRS, Agua, Luz, aluguer de escritório, telefone, Internet, Salários de funcionários, e muitas outras despesas:)
Em relação a imprimir 100 exemplares pelo preço de 10: dúvido. Só um designer irá cobrar-lhe no minimo 150€ (estamos a falar de profissionais, não de amigos ou trabalho amador)+ 50€ (Isbns) + 500€ (grafica minimo, edição de 200 exemplares como o fazemos) + impostos que terá de pagar se trabalhar legalmente + percentagem das livrarias sempre que o colocar à venda nas mesmas + 4€ por cada livro enviado à cobrança, etc, etc…

Um abraço e desejos de boa sorte para si e para o seu livro.

Houve vários itens nesta resposta que não me deixaram satisfeito, de modo que decidi responder.

Agradeço imenso à sua resposta.

O ISBN custa 12,3 euros se a vossa editora estiver registada como editora (na compra de 10 ISBNs – que será a melhor compra pelo vosso volume de publicações), só custa 49,8 se não estiverem registados no sistema e não puderem apresentar o comprovativo em como são uma editora com o CAE (rev.3) 58110. Caso queiram comprar apenas um de cada vez, custaria 18,45.

Podem optar pela gráfica XXX, a qual faz trabalhos com muita qualidade e tem preços excelentes: por exemplo, a impressão de 200 exemplares com esta características ficaria por 375 euros, transporte até à vossa sede incluído. E o depósito legal é também assegurado por eles.

Os preços de envio é por correio editorial. O envio à cobrança deve ser cobrado ao leitor caso opte por essa alternativa (que é o que vocês fazem na prática), portanto não e correcto fazer entrar esse valor nas nossa contas. Este preço é mutuamente exclusivo ao das livrarias, que é sempre 30-40%, independentemente do preço do livro. Neste caso praticante podemos negligenciar o valor, pois o o autor venderá a maior parte dos exemplares e não acredito que haja muitas encomendas.

Se a capa for feita de raiz, esse valor está correcto, no entanto se for dada a imagem que será usada e todo o material o preço desce para 80-90 euros.

Os impostos são pagos em relação aos lucros, neste caso é o IVA (por cada venda) e o IRC (25% do vosso lucro).

Assim sendo, e usando os vossos valores para o restante: essa edição custaria 478 euros, mais os vossos 40% dá 700 euros mais IVA de 6% no caso de venderem na vossa loja online. Continuando a ser viável a criação do livro ao preço de 8 euros por unidade, visto que há uma margem de 800 euros (ou seja metade, é certo que tem de pagar daqui o IRC, mas mesmo assim é um bom valor para começar!).

A minha insistência prende-se com o facto de eu saber que consigo vender cerca de 200 livros a oito euros cada, mas a 16 não irei conseguir passar dos 30-40.

Peço desculpa pelo longo email. Mesmo que não aceitem editar o meu livro nestas circunstancias, talvez pudessem repensar na maneira como gerem os vossos gastos, de modo a diminuir o preço dos livros e tornarem-nos acessíveis a mais pessoas.

Ao que, por fim, recebi a resposta:

Agradeço imenso o seu email, aprendemos com sugestões e criticas.

No entanto o Pedro está a pensar na perspectiva de edição de autor e de quem não tem de ganhar a vida com esta actividade.

Só para ter a editora aberta: entre aluguer de escritório, Salários, Segurança Social, IVA, Gasolina, Correios etc são muitos milhares de euros por mês.

Talvez estejamos no pais errado, mas garanto-lhe que pelos preços que fala ser-nos-ia impossível ter a editora aberta.

Em relação ao ISBN por exemplo: ao autor são 50€ a nos são 0€ por livro porque pagamos uma avença anual de alguns milhares de euros à APEL dos quais somos associados.

Tenho a dizer que o discurso desta editora ficou marcado por várias incongruências. Começando pelo final, para uma editora pagar alguns milhares de euros por ano, significa que tem um volume de negócios de alguns milhões de euros. Podem confirmar no site da APEL: http://apel.pt/pageview.aspx?pageid=22&langid=1 Ou seja, cerca de 1% do valor de facturação.

Mesmo adicionando os 40% que eles dizem necessitar para custos correntes, era possível realizar a edição pelo preço que quotei. A editora tentou-se sempre esconder atrás de custos que não conseguia quantificar nem descriminar para não descer o preço do livro. Os valores praticados só fariam lógica para uma editora que distribuísse em grande escala, contudo, para uma editora que obtém a maior parte das receitas pela venda directa ao autor, os preços são apenas um aproveitamento descarado. Apesar do disfarce, é uma editora leviana, que não publica por mérito ou qualidade, apenas para sacar dinheiro aos autores.

Leia também

Deixar uma resposta